Quebrando Silêncios 2018

Em 2018 o Instituto Dakini realizou novamente o Projeto Quebrando Silêncios, desta vez dialogando com jovens da Escola Municipal Emílio Meyer, no bairro Medianeira, em Porto Alegre.

 

Foram aproximadamente trinta adolescentes entre 15 e 18 anos, alunos do primeiro ano do Ensino Médio, que buscaram refletir sobre a naturalização de temas como intolerância, misoginia, racismo e violência, e como enxergar e desconstruir esse cenário através de ferramentas de expressão artística.

 

Ao longo dos meses de outubro, novembro e dezembro, em encontros semanais, os jovens externaram suas percepções diante desses temas com grafite, música e oficinas de vídeo (em parceria com o Projeto Câmera Causa). A mobilização da comunidade escolar e o apoio do corpo docente foram fundamentais para atingir os objetivos do projeto, cujo encerramento coincidiu com o aniversário de setenta anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, no dia 10 de dezembro.

O Projeto Quebrando Silêncios 2018 foi viabilizado com recursos obtidos por campanha de financiamento colaborativo realizada pelo Instituto Dakini ao longo do ano.